Image Map

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Feliz 2015 - Vamos começar o ano conhecendo Mônaco?


Feliz 2015 meus queridos amigos amantes de Fórmula 1! Primeiramente gostaria de agradecer por acompanhar e participar do blog. Que nosso 2015 seja repleto de coisas boas e velocidade! 

E para começar o ano, iniciaremos com uma bela matéria da Danielle Motta.


Assistir uma corrida in loco, no circuito, aproveitando o zum-zum-zum de torcida, pilotos e tudo o mais que acompanha o evento é uma sensação sublime para quem realmente gosta de Fórmula 1. Ir a Interlagos é espetacular. Mas ir a Mônaco é algo que ultrapassa os limites da paixão. O circuito de rua é fantástico, fica localizado na encantadora Côte d'Azur, oferece muitos desafios aos pilotos, é cheio de tradição, tem muito glamour e ainda foi palco de seis vitórias de Ayrton Senna.



O sonho de ir a Mônaco começou a se tornar realidade quando fiquei até bem mais tarde no trabalho para uma reunião. Acessei meio sem querer um site que falava sobre a corrida e a empolgação, que já era grande, foi aumentando. Alguns dias depois, decidimos ir. Compramos os ingressos, reservamos hotel em Nice e aguardamos ansiosamente a chegada do GP. Conto aqui um pouquinho dessa experiência inesquecível, ocorrida em 2013.



Quando chegamos a Monte Carlo na quinta-feira, os carros já estavam acelerando na primeira sessão de treinos. Os motores ainda tinham aquele som de arrepiar os apaixonados pelo esporte... nem é preciso dizer que foi isso o que aconteceu.



Pegamos os ingressos e fomos acompanhar o restante dos treinos do Rocher, que fica numa parte alta do principado. De lá, vê-se o pit lane, a reta principal, a Rascasse e ainda o Port Hercule (onde ficam aqueles iates fantásticos). A área é liberada para ver os treinos na quinta-feira, sem lugares marcados, nem cobertos. Na mesma região, ficam o Palácio do Príncipe, o Museu Oceanográfico, a Catedral, alguns prédios administrativos, vários restaurantezinhos charmosos e algumas lojas de souvenir. Entre um treino e outro, você pode ir tomar um sorvete, experimentar um chocolate na Chocolaterie de Mônaco, visitar alguns monumentos, fazer comprinhas, acompanhar parte do movimento nos boxes... há opções de sobra para se divertir. 




Na sexta-feira, tem GP2. As arquibancadas são liberadas e o público escolhe onde assistir o evento. É a ocasião perfeita para ver de perto algumas futuras feras da Fórmula 1 e para ter uma noção da visibilidade de cada arquibancada. Você pode escolher, por exemplo, ficar em frente aos boxes e acompanhar todo o ajuste dos carros e a movimentação dos pilotos. Depois da GP2, a pista é aberta para circulação de carros e pessoas. Imagine andar cada trecho por onde passa um Fórmula 1 e ainda poder pegar uns "macarrõezinhos" dos pneus??? Pois é, como a corrida é em um circuito de rua, isso é possível. É muito legal caminhar pelo circuito e ver vários mecânicos, carrões, muita gente bonita, a bela e charmosa arquitetura do principado.



No sábado, assistimos os treinos na arquibancada K, de frente ao Port Hercule. É incrível a atmosfera. Ouvimos os mais diversos idiomas de pessoas de todas as idades. Entre as sessões de treino, é possível sair do setor para almoçar, passear, fazer compras, andar, beber... e depois voltar tranquilamente para o lugar reservado na arquibancada. Uma das ruas próximas do circuito fica lotada de quiosques vendendo coisas de Fórmula 1, é um paraíso para os aficionados. O principado fica por conta do evento. Tudo tem a ver com a corrida. Eles montam locais para os fãs poderem se reunir e papear sobre o esporte. Aliás, torcedores, jornalistas, mecânicos, vips e tudo o mais se encontram pelas ruas do principado. 

  

No domingo, o dia começou com um pouco mais de emoção. A fila na estação de trem de Nice era gigantesca já logo no início da manhã. Recomendamos chegar bem cedo à estação ou tentar outra alternativa de transporte. Mesmo assim, chegamos a Mônaco e ainda passeamos muuuito antes de ir à arquibancada K. Essa é uma das vantagens do GP lá. Você consegue aproveitar completamente a Fórmula 1 e ainda visitar lugares fantásticos durante os eventos. O principado é pequeno mas não faltam coisas para fazer.



A corrida em si foi bem movimentada, cheia de emoções. Felipe Massa se acidentou logo na largada. Grosjean e Ricciardo se estranharam na saída do túnel e disseram poucas e boas no rádio. Ricciardo voltou aos boxes passando por trás de nossa arquibancada. Incrível vê-lo com cara de bravo, logo ele tão conhecido por aquele sorrisão que mal cabe no rosto! Mais tarde, Pastor Maldonado foi parar na barreira de pneus bem perto de onde estávamos. Rapidamente, colocaram tudo no lugar e a corrida continuou. Kimi Raikkonen e Sérgio Perez também tiveram um entrevero depois de uma tentativa de ultrapassagem. Mais uma vez, as mensagens de rádio foram hilárias. Mas para o Kimi uma troca de pneus bastou e ele acabou a corrida na décima posição. Nico Rosberg venceu o GP seguido por Sebastian Vettel e Mark Webber.



Depois da corrida, o principado se prepara para as famosas festas e comemorações. É outro ponto imbatível do GP de Mônaco. Há festas em iates, em bares, na beira da praia... tudo muito organizado e glamouroso. Na volta da festa, ainda contemplamos o luar iluminando a vista deslumbrante do litoral do Mediterrâneo.

Depois de tudo isso, a gente arruma as malas e fica torcendo para que outro GP passe a fazer parte do currículo da nossa vida.

Se você realmente gosta de Fórmula 1, faça o possível para ir ao Grande Prêmio de Mônaco. O principado é um charme, a região é encantadora, a corrida costuma ser emocionante, as festas são animadas... Vá! Esse é o melhor jeito de saber o quanto a experiência vale a pena!

Para ler sobre outros GPs no exterior, visite F1 destinations www.f1destinations.com.

Texto por Danielle Mota

2 Comments:

Patricia Brito Souza said...

Amei essa matéria! Estou pegando ela como referência para uma pesquisa. Muito show ver essa experiência de assistir um GP em Mônaco! O lugar é de realeza e o esporte é apaixonante! Portanto, tudo fica maravilhoso! Parabéns! Beijos

Pascoal said...

Achei a materia sensacional e fiquei com vontades de organizar uma caravana com pelo menos um AirBus 380, o que achas Dani e Priscila?